domingo, abril 17, 2011

Campanha do desARMAMENTO.

     
   É impressionante o quão previsíveis e hipócritas são a maioria dos representantes do povo, ou aqueles que tem a possibilidade de modificar questões diversas em nossa sociedade, mas que na verdade, só sabem se aproveitar de tragédias e momentos pertinentes para colocarem em prática tudo o que sabem a fim de manipularem a opinião da população. O que quero dizer, é que após o fato ocorrido em Realengo, no Rio de Janeiro, onde Wellington Menezes de Oliveira entrou numa escola e fez várias vítimas, novamente, as autoridades entraram em cena, utilizando-se da tragédia alheia para colocarem seus interesses em prática. Estou falando da nova campanha de Desarmamento confirmada pelo ministro José Eduardo Cardozo, que será realizada a partir do dia 6 de maio, e  segundo o ministro, já estava sendo planejada para acontecer, porém, “Diante do ocorrido no Rio de Janeiro, resolvemos antecipar a campanha”, afirmou Cardozo. Na minha opinião, está mais do que claro o oportunismo dos interessados em promover tal campanha, valendo-se de um momento tão trágico para induzir as pessoas ao erro.

   Aos que não se recordam, no dia 23 de Outubro de 2005, foi votado um referendo que visava a entrada em vigor do art. 35 do Estatuto do Desarmamento - "É proibida a comercialização de armas de fogo e munição em todo território nacional, salvo para as entidades previstas no art. 6º desta lei" (Lei 10826/2003), com a seguinte pergunta: O comércio de armas de fogo e munição deve ser proibido no Brasil ? Diante de tal pergunta, os brasileiros foram às urnas para votar contra ou a favor, e felizmente, a maioria decidiu que não, com 63,94% contra 36,06% dos votos, mantendo assim, a redação original da referida lei do dia 23/12/2003. Depois de serem derrotados com veemência nas urnas, os políticos adeptos do Desarmamento dos cidadãos de bem, puseram em prática uma campanha na qual as pessoas que entregaram armas foram recompensadas em  determinada quantia de dinheiro. A campanha resultou no recolhimento de um bom número de armas, sendo que grande parte delas não deveriam nem ser chamadas de armas, tendo em vista o estado no qual se encontravam, velhas, enferrujadas, e sem funcionar, entregues por idosos, fazendeiros e outras pessoas interessadas somente em conseguir um pouco de dinheiro, mal se importando com a campanha.

   A grande verdade, é que essa foi uma das poucas derrotas que políticos do Brasil tiveram da sociedade, e obviamente, não foi digerida, esperando momento oportuno para tentar convencer, o que eu chamo de manipular, induzir à população a voltar atrás de sua opinião, deixando-se levar pela influência imposta pela mídia, como já é de costume. Pois bem, eles acreditam que esse momento finalmente chegou, e farão de tudo que puderem com o intuito de aparecerem e, enfim, conseguirem aprovar uma proposta de lei ou um novo referendo de proibição do comércio de armas de fogo e munição no Brasil. O Ministro Cardozo, teve a cara de pau de dizer em uma de suas últimas entrevistas, que ficou absolutamente claro que, quando se realiza essas campanhas, você tem uma redução na mortalidade muito forte, de 50%. De onde ele tirou essa estatística ? Redução de metade da mortalidade? Ele está mesmo falando do Brasil ou somente tirando sarro da nossa cara, taxando-nos como burros?
   Respeito os que dizem ser a favor do desarmamento, mas nunca vou apoiá-los e sequer concordar com tal hipótese, pelo fato dos fundamentos serem péssimos, infundados, até porque para se conseguir porte  de arma dentro das atuais normas, tem-se que passar  por uma enorme burocracia, enfrentando diversos e difíceis exames práticos, psicotécnicos e psicológicos, suficientes para comprovação de este ou àquele cidadão estar apto, ou não, a portar uma arma de fogo. Os governantes enchem o peito de orgulho para dizerem que o Brasil é democrático, entretanto, houve um referendo e os cidadãos votaram contra o desarmamento e o que eles fazem? Respeitam? Não, jogam nossa opinião no lixo e tentam estruturar uma maneira de conseguir o que querem.

  A redução da violência, vai muito além disso, não é por menos que boa parte dos países com os menores índices de mortes por armas e fogo, são os mesmos que permitem de maneira bem mais fácil e acessível que no Brasil, um cidadão ter sua arma. O criminoso não tem o trabalho de passar por todas essas etapas até conseguir sua arma, porque ele pode de forma fácil e econômica, adquirir qualquer uma que seja, ilegalmente, vinda das fronteiras desvigiadas, bem como dos desvios que acontecem nos quartéis. Vamos parar de ser HIPÓCRITAS, no maior confronto policial da história de nosso país (tomada de território no Complexo do Alemão), ficou claro o poder bélico dos marginais, armados de fuzis e granadas de uso exclusivo das forças armadas, e não de pistolas 380 e revólveres calibre 38,  duas das poucas que podem ser adquiridas dentro da lei. 

   Tem-se de combater a causa e não o resultado, será tão complexo assim enxergar que quase tudo de ruim e  violento repetido diariamente em nosso país, é fruto da medíocre educação e má administração, mais preocupada com a imagem  que outros têm de nós, ao invés, de procurarem saber verdadeiramente o que o povo pensa? Acredito que não, simplesmente não vale a pena para os governantes e representantes do povo, uma população que saiba escolher seus próprios caminhos, não se deixandoinfluenciar por opiniões de artistas, jornalistas e políticos, pois assim, muitos desses não estariam onde estão. Peço que faça uma reflexão sobre o tema, e deixe sua opinião fundamentada e não influenciada por meio do seu comentário.
  Obrigado e até a próxima.

53 comentários:

  1. Achei seu blog mt interessant e estou seguindo-o!

    qnd tiver um tempinho, de uma passadinha no meu?


    bjooos

    http://cabecafeminina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Samir, como diz uma amiga minha, onde eu assino?

    Concordo em gênero, número e grau!

    Aliás, será que a cada novo mandato teremos que gastar milhões em dinheiro para um novo plebiscito sobre o mesmo assunto!!!

    Do contrário, do que adianta fazer plebiscito? Você disse muito bem no seu texto. Parabéns.

    Abraços sempre afetuosos.

    PS - Já peguei os selos, muito obrigado (de novo)!

    ResponderExcluir
  3. Você mandou muito bem no seu texto e as tiras se encaixaram muito bem com seus argumentos. Eu lamento que a política brasileira se aproveite de momentos como esse para tornar pública uma ação, independente de qual seja. É se aproveitar disso para usar como exemplo. Eles se colocam como aqueles que trarão a ordem após o caos. Ninguém merece.

    ResponderExcluir
  4. Cara, eis ai um assunto polêmico, mas que precisa ser discutido de maneira séria e aberta com a sociedade. Ter uma arma em casa resolve alguma coisa? Diminuirá a violência? Estaremos mais protegidos com ela? São questões que ainda não foram plenamente respondidas. Mas a minha opinião é que arma só para os policiais.

    Atualizei o meu site, passa lá...

    ResponderExcluir
  5. Para evitar que o companheiro vá para cama com outra devemos lutar contra a venda de camas?

    O problema da lei do desarmamento nos moldes em que ela está sendo desenhada é, na minha opinião, o combate do efeito e não da causa.

    O argumento de que as armas que os bandidos usam foram COMPRADAS por pessoas de bem e posteriormente ROUBADAS pelos meliantes é o que mais me irrita. Existe uma lei que proibe a parte do roubo e sinceramente não vejo utilidade em se criar uma - que afete as pessoas de bem - para proibir a compra. Bastava aplicar direito a que proibe o bandido de atacar em primeiro lugar.

    O país - na minha opinião - já tem lei suficiente, contra tudo... o problema não é a falta de dispositivos legais e sim a falta de aplicação dos mesmo.

    Parabéns pelo blog, pela escolha do tema, pelo desenvolvilmento e clareza. Adorei as charges.

    Forte abraço
    Lílian Buzzetto,
    Do mulherices.
    [Quando tiver um tempinho, venha palpitar nas nossas discussões também!]

    ResponderExcluir
  6. Falou tudo e assino embaixo!

    Pode ter certeza que suas palavras descreveram exatamente o que penso.

    Abraço
    NINA

    ResponderExcluir
  7. bem legal seu blog

    http://rodyjucy.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Legal Samir, seus pontos de vistas são bem coesos e certos.
    O duro é ver uma postagem tão boa como é essa e ver essas pessoas comentarem: Legal seu blog visita o meu. Ah... isso já tá me irritando...

    ResponderExcluir
  9. Oi! É a primeira vez que entro no seu blog e o achei muito interessante, com conteúdo. Já estou te seguindo e se possível, gostaria que me seguisse também.
    Estarei passando aqui sempre que possível!

    http://www.empadinhafrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Parabéns . Seu Blog é de muito bom gosto e interessante.
    Assunto de bom nível.
    Estarei seguindo.
    Faça o mesmo no meu.
    Abçs

    ResponderExcluir
  11. Fala Samir,
    Cara, perfeita a sua matéria. Reflete o sentimento de muita gente.
    Realmente os oportunistas de plantão (imprensa, deputados, vereadores, prefeitos), enfim, uma série de péssimos profissionais, saem por aí bom sua falácias.
    O pior, infelizmente muita gente acredita e não para pra pensar como realmente deve agir.
    Particularmente não sou a favor do desarmamento. Mas é lógico que cada caso deve ser analisado de forma coerente e profunda.
    Um grande abraço e ótima semana pra ti.

    ResponderExcluir
  12. Ola Samir.
    Adorei o texto,foi divulgado na Teia.
    Até mais

    ResponderExcluir
  13. Cara, é um assunto polêmico e gostei da sua coragem em falar sobre isso. Eu sou a favor do desarmamento, mas eu sei também que do jeito que está não tá dando certo. Precisamos achar uma solução acertada pra isso.

    http://boomnaweb.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Velho esse lance de desarmamento é uma furada total, no Texas, que é a cidade mais armada dos states o indice de morte por arma de fogo é baixissimo.Sempre vão polemizar e esse plebicito então...que ridiculo !

    bela materia !

    não some !


    http://universovonserran.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. aham
    e o brasil segue na força
    haaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  16. Quando anunciaram a possibilidade de mais um Referendo público para a votação a favor ou contra as armas, na campanha do desarmamento, "coincidentemente" uma exposição de instrumentos belicosos e suas tecnologias mundiais foi divulgada pelos mesmos meios de comunicação, exatamente na mesma época.

    ResponderExcluir
  17. Olá, belo post.
    Tanta coisa para se pensar, para votar, para melhorar num país que quer sediar a copa do mundo e o que trás preocupação são as armas ao invés de investir em segurança publica.

    Atenciosamente, SRed!

    ResponderExcluir
  18. O problema não é a legalização das armas. Até porque, a maioria das pessoas que tem armas não tem direito a te-las e a utilizam para o crime.
    O que precisa acabar é a comercialização de armas de forma ilícitas.

    ResponderExcluir
  19. Concordo apenas em parte, no que tange a uma maior fiscalização das fronteiras, para que se possa evitar o estado de 'casa da mãe joana' que o Brasil possui, onde tudo passa, tudo entra com uma tamanha facilidade.

    Sou contra o armamento dos civis, acredito que mesmo com alvarás, exames e burocracias para a legalização do porte, nenhuma dessas modalidades testa o psicológico de uma pessoa no momento em que é acossado e surpreendido num assalto, por exemplo. Apenas pessoas especializadas nesse tipo de combate tem inteligência emocional para tal. Por isso, além disso, a partir do momento que alguém decide reagir, coloca em risco a vida de todas as pessoas envolvidas na situação. Imagine o que isso pode render dentro de ambiente de pequenas proporções, como um ônibus. É quase um prenúncio de tragédia em função de uma autorização burocraticamente técnica e cegamente prática.

    ResponderExcluir
  20. quem tem que ser desarmado são os bandidos
    agradeço a participação no meu blog,beijos

    ResponderExcluir
  21. Ao desarmar, estaremos desmamando a população? Acho que deveríamos nos preocupar mais é com o "desamar" que faz das pessoas solitárias e não solidárias.

    ResponderExcluir
  22. O problema está que a da forma como o estatuto foi montado e das políticas públicas para efetuar o desarmamento, não se atinge o principal objetivo... que é dificultar o acesso as armas.
    Eu sou uma daquelas pessoas que não teria uma arma em casa, pois não acho seguro. Mas, se o objetivo é, digamos, diminuir a violência, esta não é a medida mais indicada.

    Excelente post!

    ;D

    ResponderExcluir
  23. Nossa adorei o texto! Esse é um assunto muito importante pois envolve nossas vidas... Muitos cidadãos tem armas em casa por "segurança", mas não é assim que se faz segurança. A segurança deveria vir das autoridades, do estado.
    Sou totalmente a favor do desarmamento, acho que um profissional como policiais sim, podem usar e para o BEM da sociedade, é claro.
    Por as leis não serem tão rígidas no Brasil existe essa bagunça, se você for ver em outros países por exemplo, o medo que nós temos por exemplo de sermos roubados, não existe.
    Enfim, isso tem que mudar!
    Parabéns, abraços querido.

    ResponderExcluir
  24. Considero esse um assunto deveras polêmico e que precisa ser muito discutido em um país repleto de políticos corruptos e eleitores que não sabem eleger de maneira correta.

    ResponderExcluir
  25. Você teve personalidade para tocar num assunto delicado,tem pontos de vista interessantes embora eu não concorde com parte deles.

    ResponderExcluir
  26. é um assunto polêmico

    apesar de tudo

    acho que ñ deve ser proibido

    =s

    http://oarlecrim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Pelo visto você tem um carácter incrivel..
    Meu namorado é Policial, e mesmo ele armado eu tenho medo do que possa acontecer, afinal hoje os bandidos tem armas beeeeem melhores do que a dele, ou a da compania..acho que deveria tambem alem de desarmar quem não precisar, dar segurança maior para eles os Policiais, ja que dependemos deles paara nossa segurança

    to seguindo ja

    www.jmphotosnet.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Muito bom seu blog, man! Seguindo!

    Vamos falar de polêmica? http://papodechapado.blogspot.com/

    Absss

    ResponderExcluir
  29. é só algo mexer realmente com a opinião pública que eles resolvem mostrar que servem pra alguma coisa e estão fazendo algo
    mas quando um escandalo envolvendo mensalão,lavagem de dinheiro ou outra das merdas q eles fazem surge
    os nada excelentissimos politicos fingem que não veem

    ResponderExcluir
  30. bom,adorei o post... eu apoio completamente o desarmamento. Sei q é complicado,mts pessoas tem armas pra se proteger dos bandidos mas morro d pensar em ter uma arma em casa,meu namorado ker ser policial e isso m dxa preocupada d+. Sei q o desarmamento nao vai ser a solução mas... eu apoio. Pode ajudar em boa parcela sim!
    Mas o caso vai mto alem disso... mts pessoas vao se desarmar mas os bandidos msm tem suas armas e armas melhores do q a nossa propria policia... é complicado! Mas msm assim apoio!
    parabens pelo post

    ResponderExcluir
  31. Desde que nasci ouço essa história de desarmamenteo.... saco, viu...

    Ótimo post e Blog

    ResponderExcluir
  32. bom acredito que isso tenha seu lado bom e seu lado ruim, o certo seria não existir a necessidade de ter armas, ou mesmo n existir armas, mas como n é possivel acabam fazendo esse tipo de coisa trapalhada

    ResponderExcluir
  33. Olá, se subir um pouco mais a sua barra de rolagem vai perceber que já tinha vindo aqui antes.

    Atenciosamente, SRed!

    ResponderExcluir
  34. POST EXTREMAMENTE IMPORTANTE

    http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com/2011/04/novica-rebelde-sound-of-music.html

    ResponderExcluir
  35. A dúvida que paira no ar desde o plebiscito de 2005: "Desarmar a população fortaleceu os bandidos armados?"
    Preciso de uma opinião sua. Passa lá no meu?
    http://deturistaaviajante.blogspot.com/2011/04/de-cara-nova.html

    ResponderExcluir
  36. Nada mais justo que teu artigo. Entretanto, quem se desarma e adere a esse tipo de campanha é o cidadão de bem, aquele que acreditava que ter em casa uma arma o daria segurança. A bandidagem vai continuará armada infelizmente, assim como os psicopatas, fazendo referência ao acontecimento de 07 de abril.
    É preciso mais que campanhas...

    ResponderExcluir
  37. gostei e ate to seguindo

    http://comofaizz.blogspot.com/
    [red]abraços

    ResponderExcluir
  38. cara, começo e ler esses textos e fico meio revoltado

    meu blog
    http://blogdicagratis.blogspot.com/

    siga no twitter
    http://twitter.com/blogdicagratis

    me addno skype
    blogdicagratis

    ResponderExcluir
  39. aplaudo mto o seu blog
    realmente o tema ki merece ser discutido



    http://diariodagarotadevariasfaces.blogspot.com/
    visita o emu blog? me dá esse prazer ;)

    ResponderExcluir
  40. Ótimo tema para ser discutido e um excelente texto! Em relação ao assunto, o governo começa a se "preocupar" com o desarmamento porque foi impotente na hora de dar educação a todos os brasileiros e oportunidades (e estimulasse os cidadãos a saberem aproveitá-las).

    ResponderExcluir
  41. Uma coisa é verdade, a bandidagem vai continuar armada, muito bem armada.

    ResponderExcluir
  42. No Brasil há uma cultura de adotar medidas paliativas para problemas antigos e reais!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  43. Bom não sei eu gostou muito do etilo americano dos estados unidos por exemplo dessa liberação da arma mais Brasil é Brasil e Estados unidos é Estados unidos e por isso acho que deve desarma a população para evitar tipo de coisa por exemplo "perdi a paciência com não sei quem então vou pegar minha arma e matar" porque nos estados unidos todos tem conhecimento que não é para usar com qualquer coisa ,mas o Brasil não porque ele não tem esse conhecimento então acho que deve desarma todos e até os bandidos tbm....
    eu li o seu comentário no meu blog que eu nunca usei MBC SHOW e nunca divulguei ai vim aqui comentar aqui e como eu disse antes gosto do seu blog e parabéns...

    ResponderExcluir
  44. Grande Samir, que legal que vc apreciou meu texto, e é isso mesmo, um bando de bobos da corte que se iludem com algo que está além da realidade deles.

    Mas um amigo meu, tem um blog e fez um comentário interessante, ele disse que, a grande adesão das pessoas no Reino Unido e ao redor do mundo em relação a esse evento seria tão somente um tipo de escape, de refúgio para algo que os levaria, mesmo que temporáriamente, para longe desse mundo tão caótico e cheio de coisas ruins. Bem interessante esse ponto de vista, mas não retiro meu ponto de vista, são uns fanfarrões.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  45. Uma questão polêmica requer debate, muito debate.

    ResponderExcluir
  46. http://kawilks.blogspot.com/
    me siga ai adorei seu blog

    ResponderExcluir
  47. Concordo com o comentário acima..
    Mto debate msm

    ResponderExcluir
  48. Relendo seu texto (já comentei antes) eu lembrei do novo fato polêmico do momento: a morte de Osama. Já dizem por lá que o Obama tem se utilizado do que aconteceu para garantir mais votos para uma reeleição. É impressionante como a tragédia alheia simplesmente desperta as ações aparentemente efetivas de alguns, né?
    abcs

    ResponderExcluir
  49. não acredito que depois do plebiscito ainda é discutido. se ja teve um antes, isso já devia estar resolvido

    ResponderExcluir
  50. Parabéns pelo otimo artigo. Sabe me pergunto se serviu realmente pra alguma coisa essa tal campanha do desarmamento, pois cada dia nós vemos mais e mais assaltos e assassinatos com armas de fogo.

    Campanha de desarmamento é apenas mais ilusão na cabeça da sociedade que busca se sentir mais segura, mas não de forma real e sim ilusoria.

    Abraço. ;D

    ResponderExcluir
  51. No Brasil são assassinadas 50 mil pessoas por ano e nos Estados Unidos 14 mil. O Brasil tem 150 milhões de habitantes a menos que os Estados Unidos. Isso sem mencionar que no Brasil os cidadãos não têm armas de fogo, ao contrário dos Estados Unidos onde existem muitos milhões de armas de fogo pessoais.

    ResponderExcluir